15 de abril de 2019
A tricologia é uma área da medicina destinada a manter os fios capilares saudáveis. Saiba mais sobre essa área de especialização no artigo de hoje.

Tricologia: Saiba tudo sobre essa área de estudo

A procura por tratamentos capilares tem aumentado significativamente durante os últimos anos. Tal fato resultou em uma área da medicina destinada a manter os fios capilares saudáveis, denominada tricologia. De origem grega, a tricologia une os termos “trico”, de thrikos, que significa pelo ou cabelo, com o sufixo “logia”, que identifica um estudo ou campo de conhecimento. Portanto, o termo diz respeito àqueles que se especializam e se dedicam a entender a formação, as características e as doenças que acometem os pelos corporais e o couro cabeludo. Profissionais que podem se especializar na área de tricologia: A tricologia é uma especialidade médica que pode ser estudada por diversos profissionais, como dermatologistas, cirurgiões, cosmetólogos e demais profissionais que, em conjunto, pretendem integrar essa área de conhecimento para uma visão ainda mais abrangente do mundo capilar. Por isso, esses profissionais se especializam em identificar, analisar e corrigir sintomas capilares que exigem investigação.     Entenda como os tricologistas atuam: Muitas vezes, uma simples queixa de queda de cabelo pode ser a manifestação secundária de alguma deficiência de vitaminas, doenças capilares ou reumatológicas, entre outros. Por isso, consultar-se com um médico especializado em tricologia é de extrema importância nesses casos. Os profissionais especializados em tricologia costumam elaborar um diagnóstico preciso de seus pacientes e, a partir daí, os direcionam para tratamentos adequados. Em minha clínica, por exemplo, alguns métodos como o transplante capilar FUE e FUT são indicados. Além disso, mudanças de hábitos, como uma dieta balanceada e o alívio do estresse, podem ser incluídos na rotina, já que um estilo de vida saudável […]
25 de março de 2019
O envelhecimento precoce é o desgaste acelerado da pele e dos cabelos, podendo ocorrer ainda na juventude. Confira como identificar os sinais e evitá-los.

Envelhecimento precoce: Saiba identificar os sinais

O envelhecimento precoce é o  desgaste acelerado da pele e dos cabelos, podendo ocorrer ainda na juventude através de agressões externas ou internas. Apesar de envelhecer ser uma condição natural do corpo humano, temos a opção de chegar à melhor idade com o organismo mais forte e saudável, sem precisar passar por isso antes do tempo. De acordo com especialistas da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o envelhecimento precoce da pele é a presença de rugas, flacidez e manchas em uma idade em que , normalmente, outras pessoas da mesma faixa etária não apresentam tais características. Porém, não é só a pele que apresenta sintomas de envelhecimento precoce, os cabelos também podem sentir os efeitos do envelhecimento antes do tempo. Confira abaixo alguns sinais de envelhecimento precoce da pele e dos fios, e como preveni-los: 1) Perda da cor natural dos cabelos: A genética é a causa mais comum dos fios brancos na juventude. O aparecimento dos fios brancos antes do tempo pode ser causado ou pela genética, através da alteração do gene IRF4, fazendo com que as células produtoras de melanina diminuem de quantidade; ou por doenças no couro cabeludo, como é o caso da poliose e da alopecia areata.   2) Redução da densidade dos fios capilares: A perda de aminoácidos e proteínas essenciais para a saúde capilar, como por exemplo a queratina, faz com que os cabelos fiquem ralos e sem forças, contribuindo para o desgaste dos fios. 3) Olheiras e manchas na pele: A exposição solar excessiva e sem a devida proteção, contribui para o aumento […]
11 de março de 2019
Alergia é o nome dado a algumas reações inflamatórias ou irritativas que podem manifestar-se na pele. Veja os tipos mais comuns no artigo de hoje.

Alergia na pele: Descubra sua causa, tipos e tratamentos

De acordo com especialistas, alergia é o nome dado a algumas reações inflamatórias ou irritativas que podem manifestar-se em diferentes regiões da pele, causando vermelhidão, coceira e bolinhas no corpo. As alergias de pele são dermatites não contagiosas, deste modo, não há perigo em partilhar roupas e objetos, ou de contato físico. Em sua maioria, podem ser diagnosticadas através de testes alérgicos, onde pinga-se algumas gotas de substâncias que podem causar alergia nas costas ou no braço do paciente e, após, espera-se alguns minutos para verificar se houve reação. Entretanto, em alguns casos, exames de sangue e biópsias de pele contribuem para um diagnóstico mais preciso. Confira agora os tipos de alergia na pele mais comuns, suas causas, sintomas e como tratá-las: 1) Dermatite de contato irritativa: A dermatite de contato irritativa é uma dos inúmeros tipos de alergia na pele. É caracterizada por uma irritação decorrente do contato com substâncias ácidas ou alcalinas provenientes de sabonetes, detergentes ou outras substâncias químicas. As lesões provenientes dessa alergia geralmente são restritas ao local do contato, tornando a pele seca, vermelha e áspera. Em alguns casos, porém, podem se formar fissuras no local. 2) Dermatite de contato alérgica: Alergia na pele proveniente de repetidas exposições a um produto ou substância, como perfumes, esmaltes de unhas e hidratantes corporais. As lesões provenientes desse tipo de dermatite podem se estender à distância, podendo ser quente, inchar e formar bolhas e crostas espessas. A reação alérgica costuma surgir de 24 a 48 horas após a exposição. 3) Dermatite atópica: Um dos tipos mais comuns de […]
18 de fevereiro de 2019
Cuidar dos cabelos é essencial para que estes cresçam fortes e saudáveis. Veja, artigo de hoje, motivos que impedem o crescimento dos cabelos.

Crescimento dos cabelos: Saiba quais fatores impedem a saúde capilar

Manter os fios capilares compridos é um desafio muito grande para alguns pacientes. A falta de crescimento dos cabelos pode significar uma série de fatores – desde estresse até casos mais graves, como alopecia. Estudos comprovam que o cabelo cresce, em média, um centímetro por mês. Cuidar dos cabelos é essencial para que estes cresçam fortes e saudáveis. No artigo de hoje, esclarecerei possíveis causas que impedem o crescimento dos fios e o que fazer para deixá-los fortes e saudáveis. 1) Genética: Cabelos finos e de crescimento lento podem ser reflexo de uma predisposição genética específica. Atualmente, existem medicamentos adequados para este tipos de caso, que deixam os cabelos mais resistentes e volumosos. 2) Estresse: O crescimento dos cabelos também pode ser prejudicado por episódios constantes de stress. Isso acontece devido a liberação de substâncias químicas que causam problemas de dentro para fora do organismo. 3) Alterações hormonais: Disfunções relacionadas ao funcionamento da tireoide ou aos hormônios sexuais podem alterar o crescimento dos cabelos. Neste caso, recomenda-se procurar orientação médica e tratar as causas da alteração. 4) Oleosidade excessiva: A produção em excesso de óleo do couro cabeludo pode causar sua inflamação, e consequentemente, a queda dos fios. 5) Má alimentação: O consumo de alimentos gordurosos e com açúcar processado atrapalham o ciclo de crescimento dos cabelos. O ideal é adotar uma dieta balanceada com frutas e legumes, além do consumo diário de água. 6) Processos químicos: Alisamentos e tinturas podem danificar a estrutura capilar e provoca a quebra e a queda dos fios. Investir em hidratações e reconstrução capilar […]
04 de fevereiro de 2019
O Dia Mundial Contra o Câncer tem como objetivo conscientizar e educar a população. No artigo de hoje, explicarei sobre o câncer e como preveni-lo.

Câncer: Como prevenir a doença?

Criado em 2005 pela União Internacional para o Controle do Câncer (UICC) com o apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Dia Mundial Contra o Câncer acontece todo dia 4 de fevereiro. A campanha tem como objetivo conscientizar e educar a população sobre a doença. No artigo de hoje, explicarei sobre o câncer e como preveni-lo. Câncer é o nome dado a um conjunto de doenças que têm em comum o crescimento desordenado das células, invadindo órgãos e tecidos. Quando iniciados em peles, mucosas, ou demais tecidos epiteliais, denomina-se carcinomas. Já os iniciados em tecidos conjuntivos, como ossos e músculos, são chamados de sarcomas. O câncer atinge homens e mulheres e possui mais de 100 tipos. Segundo pesquisa realizada pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca), 1,2 milhões de novos casos da doença devem surgir entre 2018 e 2019. A pesquisa ainda revelou que a cada dez casos, três estão relacionados ao estilo de vida que as pessoas levam. A doença não possui uma causa única. A maioria dos casos de câncer são causados por fatores externos presentes no meio ambiente, como o ambiente de trabalho e o ambiente de consumo (alimentos e medicamentos). Porém, causas internas, como por exemplo, hormônios e condições genéticas, também podem dar início à sua aparição. Confira agora algumas medidas preventivas contra o câncer: 1) Invista em uma alimentação saudável: A alimentação inadequada e a desnutrição são classificadas como a segunda causa de câncer que pode ser prevenida. Uma dieta rica em frutas, verduras, legumes e cereais integrais pode prevenir a doença. 2) Pratique atividades […]
19 de setembro de 2018
Calvície Feminina

Calvície Feminina

As mulheres também sofrem com queda de cabelo e suas consequências no visual e autoestima Mulheres também podem sofrer de alopecia areata ou androgenética. Porém, a calvície feminina se manifesta frequentemente através de padrões de perda capilar diferentes dos moldes masculino.